Seja o grande amor da sua vida



Ah, o amor! Esse sentimento tão sublime move nossas vidas, não é mesmo?  Entretanto nem sempre isso se dá de forma ideal ou saudável. Às vezes desejamos tanto ser amadas pelos outros que esquecemos que a primeira pessoa a amar deveria ser nós mesmas.


Seja o grande amor da sua vida! Ame todas as suas qualidades e também suas imperfeições. O que não quer dizer que não possa ficar insatisfeita. Ame-se ao ponto de querer ser sua melhor versão, mas entenda o seu valor e tenha um pouco de compaixão por si mesma. Não se critique tanto.


Além disso, pare de ficar procurando sua metade por aí, você já é uma pessoa completa, não se esqueça disso! E não estou querendo dizer que não deva desejar um relacionamento amoroso. Claro que deve!


A vida a dois pode ser harmônica e maravilhosa, mas para isso é preciso que não fique esperando que quem esteja com você te complete e só assim consiga ser feliz. Você precisa ser capaz de ser feliz sozinha. Quem entrar em sua vida deve chegar para somar, nunca com a obrigação de te completar.


Quando nos conhecemos bem e amamos quem somos, compreendemos nossos limites e aceitamos nossos defeitos, mesmo que desejemos mudá-los. Assim nos tornamos pessoas mais leves e fica mais fácil dividir a vida com alguém, compartilhar sonhos, alegrias e até as angústias.


Aliás, queira ter esse tipo de pessoa ao seu lado. Alguém disposto a te ouvir, a sonhar junto, que te aceite como é. Se quem está contigo vive querendo te mudar, atenção: essa pessoa pode ter se apaixonado por uma versão que criou de ti e não por quem você é de verdade.


Muitas pessoas passam anos em relacionamentos tóxicos por temerem a solidão, ou porque tiveram suas autoestimas tão destruídas que não conseguem compreender que merecem coisa muito melhor. Não deixe que isso aconteça com você. Fortaleça o seu amor-próprio.


Se quem está ao seu lado só te coloca para baixo, nunca te apoia ou valoriza, não tenha medo de terminar esse relacionamento. Como diz o ditado: antes só do que mal acompanhado. Se não chegou para agregar, é melhor que se vá! Pense nisso! Para terminar, repita comigo: sou o grande amor da minha vida, eu me amo do jeitinho que sou e mereço tudo de bom e melhor!


Beijos e até a próxima.


Matéria de Renata R. Corrêa para a coluna Mulheres Reais

Encontre-a no Instagram: @renata_rcorrea